Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Hitlist

Se ler é conhecer o desconhecido, escrever é expressar o inexplicável.

Hitlist

Se ler é conhecer o desconhecido, escrever é expressar o inexplicável.

Paz para Paris

http://cdn.20m.es/img2/recortes/2015/11/14/248435-604-604.jpg

 

Com a ocorrência dos acontecimentos de ontem em Paris, considerei ser necessário, hoje, falar-vos um pouco sobre tudo o que se passou e comentar este ato de terrorismo.

 

Primeiro que tudo, passo a explicar o sucedido. No dia 13 de novembro (ontem), a partir das 21:20 realizou-se uma série de ataques terroristas, que incluí três explosões, seis tiroteios e um assassinato em massa. O número de mortes, até agora, confirmado é de cento e vinte e oito (contando com os oito terroristas) e existem mais de duzentos feridos. Noventa e nove dos feridos encontram-se em estado crítico.

 

Verificou-se ainda um ataque perto do Estádio de França, onde jogavam as seleções francesa e alemã num jogo particular e, onde estava presente François Hollande, presidente francês.

 

Só numa situação de reféns no Bataclan (sala de espectáculos, em que estava a ocorrer um concerto da banda de rock americana Eagles of Death Metal) foram abatidos cerca de cem inocentes. Dos quatro terroristas participantes só neste ataque, todos morreram, três suicidaram-se e um assassinado pela polícia.

 

Num restaurante em Paris, Le Petit Cambodge, morreram a tiro doze pessoas que desfrutavam de uma despreocupada refeição.

 

O Estado Islâmico já reivindicou estes ataques, dizendo-se o responsável com o objetivo de “vingar a Síria”.

 

Noutros lugares do Mundo, também ocorreram sismos no Japão e na China. Na Libânia, dois gémeos explodiram-se, levando com eles cerca de 50 pessoas.

 

Honestamente, acho que não existe algo que se possa dizer, pois não é possível encontrar lógica ou racionalidade. Não sou católica, mas houve uma frase que o Papa Francisco disse, hoje, sobre os eventos parisienses passados: "não têm justificação nem religiosa, nem humana. Isto não é humano" que tem de se lhe dar toda a razão.

 

Eu apoio o direito da vida humana e sou contra a pena de morte, seja em que circunstâncias forem. Nada explica a morte de UM SER HUMANO, muito menos a de vários. É inimaginável o que as famílias dos que morreram e dos feridos estão a sentir, neste momento trágico da História. São pessoas que não têm qualquer relação se os EUA confirmaram a morte de um jihadista. São inocentes, nesta guerra, que, por esta altura, já nem se pode chamar de religiosa, porque se existir alguém lá em cima a decidir tudo o que passa, nunca deixaria que isto acontecesse, nem que estas pessoas sofressem pelos ideais de outras.

 

É, realmente, heartbreaking tudo o que teve lugar, numa das cidades mais belas do Mundo, que a partir de ontem ficará, para sempre, marcada por esta tragédia.

 

Uma onda de solidariedade e esperança tem estado a desenrolar-se por todo o Mundo, nas redes sociais, que inumerosas pessoas, incluindo celebridades, se manifestaram, nesta célebre expressão “Pray For Paris”.

 

Confesso que, neste momento, a capacidade de alguém realizar estes atos de uma violência indescritível faz perder toda a esperança e fé que se tem no futuro.

 

Acima de tudo, desejo paz para o Mundo inteiro e as minhas condolências para as famílias dos mortos, feridos e os que presenciaram esta desumanidade.

 

I see humans, but I don't see humanity.

Mais sobre mim

foto do autor

O meu livro Não Desistas

Facebook / Comprar

Visitas

Parcerias

Loja Sexto Sentido A Hitlist dá-te um desconto de 10% em qualquer compra feita na Loja Sexto Sentido! Utiliza o código JoanaS10 e tem direito a essa promoção!

Calendário

Novembro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D